Planilha: cálculo de ajuste da água

Saudações, amigo cervejeiro!

Hoje vamos de falar um ingrediente básico na produção da cerveja: a água! Se bem que, de básico ele não tem nada, não… Isso porque, para que sua cerveja artesanal seja perfeita, você vai precisar trabalhar com uma planilha de cálculo de ajuste da água.

Mas, não precisa entrar em pânico, não! Estamos aqui para te explicar direitinho como usar essa tabela – e produzir a cerveja caseira perfeita.

Veja também: 5 motivos para produzir a sua própria cerveja em 2020

 

Para que fazer o ajuste da água?

Antes de falarmos sobre a planilha, é bom você entender o motivo pelo qual é importante ter uma água ajustada para a produção da sua cerveja.

O ajuste da água é um processo através do qual é possível equilibrar algumas propriedades químicas do líquido. Normalmente, isso é feito de acordo com o tipo de cerveja que se deseja produzir (quando os maltes são mais ácidos, por exemplo) ou mesmo para influenciar na aparência da sua bebida (deixando sua cor mais clara ou mais escura)

Veja também: Como fazer

 

Então, como é feito o cálculo de ajuste da água?

A tarefa não é simples… mas, não é impossível! O desafio está em equilibrar essa correção, já que as moléculas são constituídas por pares de íons – um negativo e um positivo. Na prática, isso quer dizer que quando mexemos no líquido para aumentar algum desses elementos, o outro também é alterado.

E é por isso que existem as planilhas “salvadoras”, que podem ajudar na empreitada de maneira prática e direta. Essa que vamos mostrar, inclusive, já está prontinha: é só preencher nas áreas em amarelo e seguir as dicas que vamos passar agora.

Veja também:  Fase quente X Fase fria da produção de cerveja

 

Como usar sua planilha de cálculo de ajuste da água

Para começar, só os campos em amarelo podem ser preenchidos. Os demais já estão com os valores corretos para o cálculo.

Um fator muito importante para o ajuste da água cervejeira é a quantidade de íons de cálcio. E as duas fontes mais usadas desses íons são o Cloreto de Cálcio e o Sulfato de Cálcio.

A dica aqui depende do tipo de cerveja que você pretende fazer. Se optar por uma bebida mais maltada, invista no Cloreto de Cálcio em maior quantidade. Agora, se seu objetivo é produzir uma cerveja mais seca ou que traga mais presença do lúpulo no sabor, aposte no Sulfato de Cálcio.

Para quem não quer uma coisa nem outra, mas, mira em produzir uma cerveja com mais equilíbrio, aposte na mistura de 1 por 1 (medidas iguais) entre o Cloreto e o Sulfato.

Veja também: Carbonatação forçada ou priming: faça a melhor cerveja artesanal

 

A planilha passo a passo

Como já dissemos, apenas as células que estão em amarelo é que precisam ser preenchidas. Ou seja, você deve colocar ali a quantidade de água utilizada, bem como a quantidade de grãos (em quilos).

Nas linhas referentes a Sulfato de Cálcio e Cloreto de Cálcio, respectivamente, preencha a caixa amarela com os valores que pretende utilizar.

Faça isso até que o valore referente ao Cálcio total da sua cerveja fique entre 100 e 150

Veja também: Porque usar um fermentador feito em aço inoxidável da EZbrew?

 

Dica amigo cervejeiro para amigo cervejeiro

Você pode dar um toque especial ou tentar reproduzir uma água específica, de acordo com um estilo ou uma cidade, sabia?

É o que aparece ali na penúltima linha planilha e você pode usar os valores de referência abaixo para tentar reproduzir na sua água.

Agora que você já entendeu que a planilha é uma ótima ferramenta para te ajudar na produção da melhor cerveja artesanal, é só arregaçar as mangas e partir para os trabalhos. Ah, e se você se interessou pelo assunto, vale a pena dar uma olhada no curso de Água da Universidade Ezbrew. E não deixe de continuar acompanhando nossos artigos aqui no blog!

 

Um abraço e um brinde à sua cerveja perfeita!

 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *