Enzimas podem melhorar a produção da sua cerveja

Saudações, amigo cervejeiro!

Engana-se muito quem pensa que a cerveja é só água, maltes, lúpulos e leveduras. Há ainda outros ingredientes que podem ser usados para ajudar no processo de fabricação e para ajudar a transformar o sabor e aroma da sua bebida, e entre eles estão as enzimas.

Primeiramente precisamos lembrar que a produção de cerveja é um processo no qual os ingredientes passam por diversas reações entre si. Esses processos vão dar ao produto final as características que o cervejeiro busca.
Assim, entender o que são as enzimas e como elas entram nesse processo e como podem melhorar a produção da cerveja é um passo importante para que você tenha um resultado melhor. O Blog da EZbrew vai explicar nesse artigo o que são essas enzimas e como usá-las para que a sua cerveja fique ainda melhor.

Veja também: Fazer cerveja em casa é difícil?

O que são as enzimas

Bom, as enzimas são proteínas que têm atuação catalisadora nas reações químicas em compostos orgânicos. Normalmente na cerveja elas são usadas para quebrar cadeias maiores de carboidratos ou de proteínas de alto peso molecular. Um exemplo é o uso da enzima Beta Glucanase para quebrar e “amolecer” o betaglucano que reveste os grãozinhos de amido que estão dentro do malte. Isto ajuda a diminuir a viscosidade do mosto e melhorar bastante a circulação e a clarificação no processo de mostura.

Outra enzima muito utilizada na mostura é a enzima Alfa Amilase, que atua nas cadeias carbônicas de açúcares, diminuindo seu tamanho e transformando em açúcares mais simples e mais fáceis para a levedura metabolizar dentro de suas células. Essa mesma enzima pode ser usada durante a fermentação ativa para deixar a cerveja mais seca.

Outras enzimas atuam na molécula formada entre a reação química dos compostos de lúpulo e o mosto cervejeiro durante a fervura e fermentação, liberando aromas incríveis para sua cerveja e aumentando a eficiência da sua lupulagem.

Todos sabem que não basta uma cerveja com um ótimo sabor, ela tem que ter uma aparência e um aroma igualmente atrativos.

Veja também: 5 motivos para você começar a produzir cerveja agora mesmo

Como usar as enzimas na produção da cerveja

Entre os benefícios do uso das enzimas na cerveja estão a redução dos tempos de filtração de mosto e de fermentação. Essa aceleração do processo gera economia de água e de energia, o que é importante em especial para quem tem uma produção em escala maior.

Além disso é possível atenuar a concentração de álcool na cerveja, reduzir sabores indesejados (os off flavors) e melhorar a estabilidade coloidal, a estabilidade físico química que torna a cerveja mais ou menos turva.

Para aproveitar todas as oportunidades que as enzimas proporcionam na produção da cerveja é necessário estudo. Conhecer a fundo cada uma das enzimas que podem melhorar o processo é um ponto importante para não só melhorar a produção, mas também para reduzir o tempo de transformação da matéria-prima e também deixar os custos mais baixos.

Melhore a sua cerveja

Melhor sabor e aroma, otimização do uso da matéria-prima, redução de tempo e de custos da produção são excelentes benefícios. Já viu que vale a pena conhecer mais sobre o uso das enzimas na produção da cerveja, né?

Com outras dicas e informações você pode melhorar ainda mais a sua cerveja. Por isso, não deixe de conhecer mais sobre o universo cervejeiro no  Canal da EZbrew no Youtube e aqui no Blog da EZbrew. Navegue também pelos equipamentos e acessórios EZbrew.

 Entre em contato agora mesmo com nossa equipe de cervejeiros e torne-se um EZbrewer. Venha fazer parte dessa família!
Saúde a todos nós!

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.