Rampas de temperatura: tudo que você precisa saber

Saudações, amigo cervejeiro!

Você já conhece a rampa de temperatura adequada para o melhor resultado da sua produção cervejeira? Aliás, você sabe o que são rampas e patamares de temperatura?

Bom, antes de mais nada não é comum começarmos um artigo aqui com Blog da EZbrew com tantas perguntas, mas esse é um assunto que gera realmente muitas dúvidas, em especial para quem está começando no mundo cervejeiro.

Quem tem mais experiência e um conhecimento maior provavelmente já usou patamares de temperatura e conhece o seu valor. Mesmo assim, vale a pena explicarmos melhor. Mais conhecimento significa mais qualidade, então vem com a gente e saiba tudo o que você precisa sobre estes patamares de temperatura.

Veja também:  Carbonatação forçada ou priming: faça a melhor cerveja artesanal

O que é um patamar de temperatura

Antes das explicações sobre patamar de temperatura, precisamos falar sobre as enzimas. Elas são elementos que catalisam reações químicas e se você acha que isso é coisa de sala de aulas está muito enganado.

As enzimas são parte fundamental da nossa produção cervejeira. Você pode até não saber, mas as enzimas da sacarificação, que são as Beta Amilases e as Alfa Amilases, fazem parte da sua receita. A função delas é transformar o amido em maltose e açúcares menores, que são fundamentais para o processo de fermentação.

Acontece que essas enzimas trabalham de formas diferentes em temperaturas distintas. Ou seja, o patamar de temperatura é uma forma de controlar o trabalho das enzimas de acordo com o resultado que desejamos.

Veja também: Insumo x matéria-prima de cerveja

Como fazer o patamar de temperatura

Existem diversos patamares de temperatura que podem ser usadas na brasagem da sua cerveja. Estudar e conhecer cada uma delas significa um controle muito maior sobre a sua produção. Quer exemplos? Então vamos lá!

Uma parada entre 40 e 55 graus Celsius que diminui o pH durante a brasagem e ativa a enzima beta glucanase, melhorando a ação das enzimas e fluidificando melhor o mosto.

• A parada Proteica que acontece entre 50 e 55°C, é usado para ativar a enzima protease, que diminui a o tamanho das proteínas melhorando a fermentação e a estabilidade de espuma na cerveja pronta.

• A Sacarificação com a Beta Amilase é um patamar de temperatura que tem a faixa ótima que vai dos 55 aos 65°C, usada para que a enzima quebre a estrutura do amido, resultando em açúcares simples. Isso torna a cerveja mais seca e mais alcoólica.

• Já a Sacarificação com a Alfa Amilase é usada para quebrar o amido em açúcares maiores e pouco fermentáveis. A faixa ideal acontece entre 68 e 73° e resulta em uma cerveja mais maltada e mais encorpada.

Mash Out é o patamar de temperatura que acontece a inativação da ação das enzimas. Acontece na faixa de temperatura entre 75º e 79°C, usada para desnaturar as enzimas Beta e Alfa Amilase para interromper o processo de sacarificação e garantir uma repetibilidade melhor em seu processo.

Veja também: Maturação da Cerveja, tudo que você precisa saber

Chega mais na EZbrew!

Como você viu, a partir dos patamares de temperatura é possível controlar diversos aspectos do resultado que você busca na preparação da cerveja. Conhecer melhor cada um dos exemplos que mostramos, além de conhecer outros, é o caminho para você melhorar a sua produção.

Com mais informações, produzimos melhor. Por isso, não deixe de conhecer mais sobre o universo cervejeiro no  Canal da EZbrew no Youtube e aqui no Blog da EZbrew. Navegue também pelos equipamentos e acessórios EZbrew.

Entre em contato agora mesmo com nossa equipe de cervejeiros e torne-se um EZbrewer. Venha fazer parte dessa família!
Saúde a todos nós!

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.