Tipos de malte na produção de cerveja

Olá amigo cervejeiro!

Ao contrário do que muita gente pensa, a produção de cerveja artesanal não é tão difícil assim. Na verdade, em relação aos ingredientes, é bem simples. Você só precisa de água, levedura, lúpulo e malte.

Este último é justamente o tema do nosso artigo! Então siga a leitura e conheça os diferentes tipos de malte!

A alma da sua cerveja!

O malte é o resultado da germinação de um cereal, normalmente a cevada, embora não é nada difícil encontrar malte de trigo ou de centeio nas receitas. Acontece que os açúcares contidos dentro dos grãos de malte passam por um processo de fermentação e se transformam essencialmente em álcool e gás carbônico.

Este ingrediente também ajuda a definir a cor, o corpo e o sabor da cerveja e influencia até mesmo na capacidade de gerar espuma da cerveja.

Já deu para entender que a escolha do malte é parte fundamental da produção de cerveja, certo? É uma espécie de alma da sua cerveja artesanal.

Leia também! Conheça a fase quente e a fase fria da produção de cerveja.

Malte à sua escolha

Quem busca a melhor cerveja tem que, necessariamente, procurar pelos melhores ingredientes e essa regra, é claro, vale para a escolha do malte: quanto mais fresco melhor!

Outro ponto importante, é possível classificar este ingrediente em malte base, que é essencial para qualquer receita, e malte especial, que é responsável pela cor final, sabor e aroma da cerveja. Quanto aos tipos, oito são mais comuns:

• Aqui no Brasil, o mais comum é o malte Pilsen, de cor é clara e aroma de cereal. Ele, aliás, é o malte base para produção de cervejas que levam o mesmo nome: Pilsen.

• O malte Pale também é bem comum no país, e dá um sabor pronunciado à cerveja. Ele apresenta uma cor levemente mais escura e um sabor marcante, levemente adocicado. Beba uma boa Pale Ale e confira!

• Malte de Centeio, Trigo e Aveia enriquecem bastante a textura, o sabor e o aroma da cerveja. Não deixe de provar as cervejas que levam estes ingredientes no seu nome para verificar essa característica.

• Se você curte uma bebida um pouco mais escura, pode optar pelo malte Caramelo, que gera uma cerveja de cor que vai do âmbar claro ao marrom escuro e um aroma de açúcar queimado.

• O malte Chocolate também apresenta uma cerveja de coloração marrom escura, com aroma de caramelo, chocolate amargo e até café. Quer provar? Experimente as cervejas Porter, Brown Ale e similares.

• As cervejas Scottish Ale, Smoked e Rauchbier tem um sabor amadeirado que surge por causa do uso de maltes defumados. Outra grande opção!

• Quando os grãos passam por um processo de quase torragem, com temperatura bem altas, gera os maltes escuros, quase pretos. Este ingrediente gera uma cerveja mais escura de sabor bem característico.

• Os maltes pretos e torrados são aqueles que criam cervejas mais amargas, com sabor que lembra o café queimado, como a Stout, a Old Ale, a Porter e outras parecidas.

Escolha bem o seu malte, encontre a receita perfeita e não se esqueça da segurança e da praticidade que os equipamentos EZbrew trazem para a sua produção. Beba menos e com muito mais qualidade com as nossas soluçoes!

Um brinde ao seu malte e à sua cerveja!!!

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *