Entre bois e vacas: conheça o primeiro protótipo EZbrew

A EZbrew tem orgulho de sua história! Um sonho que se tornou negócio e um trabalho que, na verdade, é um sonho. Já contamos aqui recentemente como os nossos fundadores Fabrício Búrigo e Leandro Pereira tiveram as primeiras ideias, e hoje vamos um pouco mais fundo nesta história.

Bom, trocando em miúdos, o Fabrício, que já era um amante das cervejas caseiras, queria uma nova panela e teve a ideia de automatizar a produção, facilitando o processo. Ele entrou em contato com o Leandro, que trabalhava na metalúrgica do pai (confira aqui toda essa história).

Pensa que os sonhos se tornam realidade com facilidade? Que nada! Antes de beber a primeira cerveja, feita no protótipo inicial da EZbrew, teve muito história divertida.

Abra a sua gelada, amigo cervejeiro, e curta essas recordações com a gente!

Leia também: Cerveja e inverno, tudo a ver!

Histórias da fazenda: cerveja caseira entre bois e vacas

“Eu lembro de uma história de quando a gente estava montando o protótipo. A metalúrgica do pai do Lê estava lotada, e era difícil achar um espaço de tempo para fazer a montagem. A gente achou um ex-funcionário, o Nino, que montou uma oficinazinha atrás da casa dele, num sítio”.

Assim começa a história do primeiro protótipo na cabeça de Fabrício Búrigo. O sítio ficava próximo da fábrica da EZBrew, no bairro Potecas, em São José, SC.

Pense em um terreno grande, com pomar, bois e vacas, galinhas e outros animais. Tudo bem no clima rural. Este foi o palco das primeiras experimentações. A oficina, aliás, ficava perto do curral onde estavam algumas cabeças de gado.

Durante a soldagem do fundo do tanque, já na escuridão da noite de um domingo, uma vaca mais afoita soltou um mugido mais alto: “Muuuuu”, marcando o começo da, digamos, entrega das suas necessidades ao solo. Fabrício, Leandro e Nino, ali do lado, concentrados no trabalho não puderam acreditar no momento!

“Primeiro eu levei um baita susto e depois não conseguimos mais parar de rir!  Aliás, até hoje quando eu lembro dessa cena insólita eu volto a rir do mesmo jeito”, conta Fabrício (aos risos, mais uma vez, é claro!).

Leia também! Por que começar minha produção a partir de 30 litros de cerveja?

Galera reunida para a primeira cervejada artesanal

O protótipo (uma EZbrew K60, que está até hoje muito bem guardada) sobreviveu às aventuras iniciais e, depois de devidamente higienizado, foi o equipamento responsável pelas primeiras rodadas de cerveja EZbrew. Aliás, essas primeiras rodadas foram devidamente divididas com amigos.

“Lembro de quando compartilhávamos espaço com a metalúrgica da minha família. Os primeiros eventos ficavam cheios de amigos, com bastante comida, ótima cerveja e bom humor. Era um baita astral”, diz Leandro Pereira.

De lá para cá, o produtos EZbrew se multiplicaram, diversos acessórios foram desenvolvidos para ajudar aos cervejeiros e, o mais importante, centenas de clientes se tornaram amigos e hoje dividem experiências com os fundadores da marca.

É uma honra saber que toda essa comunidade pode sentir a mesma energia que estava na fazenda em Potecas e na apresentação do primeiro protótipo.

Um brinde a você, amigo cervejeiro, e muito obrigado por dividir com a gente esse alto astral!!!

 

 

 

 

 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *