Oxidação da cerveja: tudo que você precisa saber para evitar que isso aconteça

Saudações, amigo cervejeiro!

A oxidação da cerveja pode virar uma grande dor de cabeça. Quando começamos uma produção, cada passo dela é feito com carinho e cuidado e quando esse defeito aparece a decepção invariavelmente é grande.

A boa notícia é que existem medidas que você pode tomar para evitar a oxidação da cerveja e elas estão diretamente ligadas aos detalhes da produção.

Nós do Blog da EZbrew estamos ao seu lado na busca pela cerveja perfeita e trazemos nesse artigo tudo o que você precisa saber para evitar a oxidação. Confira!

Veja também: Controle de pH: como ele interfere na qualidade da sua cerveja e como fazer

Por que a cerveja sofre oxidação?

Primeiramente, vamos relembrar as aulas de química no colégio. A oxidação é a reação do oxigênio com outros elementos químicos. O resultado é a criação de novos compostos e, quando falamos de cerveja, esse resultado nem sempre é agradável.

Esses novos compostos gerados pela oxidação podem ter gosto ou cheiro desagradáveis, os chamados off-flavors. A oxidação pode ainda alterar o paladar ou o cheiro de outros compostos, que anteriormente eram exatamente aqueles que o cervejeiro buscava.

Veja também: Dicas para sanitizar, secar e armazenar suas garrafas antes do envase

Como evitar a oxidação da cerveja?

A oxidação pode acontecer nas mais diversas etapas da produção da cerveja e a vacina para isso é a completa atenção aos detalhes.

Até mesmo os insumos podem sofrer um processo de oxidação, por isso é sempre bom evitar maltes que estão armazenados há muito tempo. Busque também sempre usar lúpulo fresco. Ao guardar os insumos, tente tirar todo o ar do pacote, evitando que o oxigênio faça a reação com o malte ou o lúpulo.

Durante a mostura é importante não exagerar ao mexer o mosto. A circulação tem que ser feita com cuidado para evitar a oxigenação. Da mesma forma, procure não agitar muito o mosto quando for transferi-lo da panela de mostura para a de fervura.

Outra dica importante é cuidar bem da vedação do fermentador e do tanque de maturação. O ar em contato com o líquido nessas duas etapas pode causar a oxidação.

Durante o envase é natural que a cerveja tenha um contato maior com o ar e por isso essa etapa é crítica em termos de cuidados para evitar a oxidação. O uso de seringas para fazer o prime é um artifício bastante usado para evitar o problema.

Procure também manter as garrafas com o mínimo de ar possível. O ideal é que em cada uma o espaço entre o líquido e a boca da garrafa seja de aproximadamente quatro centímetros. Quando for armazenar as garrafas, deixe-as na vertical, minimizando o contato da cerveja com o ar que ficou na garrafa. Quando se faz Primming direto na garrafa ou barril, a atividade das leveduras na refermentacao elimina o O2 e reduz o risco de oxidação.

Como você viu, o segredo é não mexer muito no mosto e evitar o máximo o contato da cerveja com o ar. Tomando os devidos cuidados, a oxidação não será um grande problema e você terá uma boa cerveja para saborear.

Conheça o curso Intermediário de Produção da Universidade EZbrew e entenda mais sobre as formas de evitar a oxidação da cerveja.

Beber menos e beber melhor

Conhecimento é também a chave para dar um salto de qualidade na forma como bebemos. Saber degustar os melhores produtos, sempre respeitando os limites, é criar uma cultura de bebida muito mais responsável.

Quer saber mais? Conheça o Canal da EZbrew no Youtube, navegue pelos equipamentos e acessórios EZbrew, escolha os seus ingredientes preferidos e prepare-se para os melhores brindes da sua vida!

Saúde a todos nós!

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *