Controle de pH: como ele interfere na qualidade da sua cerveja e como fazer

Saudações, amigo cervejeiro!

Tem dúvidas em relação ao controle de pH na produção da sua cerveja? Não se preocupe, você veio ao lugar certo!

Neste artigo, o Blog da EZbrew vai explicar o que é o pH, como é feita a sua mensuração e como fazer esse trabalho para que a acidez da sua cerveja fique na medida certa. Encha seu copo e venha com a gente!

Veja também: Carbonatação forçada ou priming: faça a melhor cerveja artesanal

pH: relembre as suas aulas de química

Você até já deve ter tido essa explicação em uma sala de aula, mas se esqueceu, não há problema. Vamos retomar essa lição de química.

pH é o índice da acidez, que vai de 1 a 14, de uma determinada solução. A metade do índice (o índice 7) é o pH neutro. Acima dele, a substância é mais básica (ou alcalina). Abaixo do índice 7 a substância é mais ácida.

Ou seja, quando falamos em acertar o pH de uma substância, como a nossa cerveja artesanal, estamos querendo deixá-la com o nível de acidez perfeito.

Veja também: Dicas para melhorar a clarificação da sua cerveja

Como medir o pH?

Existem fitas de medição para medir o pH. Elas são pequenas tiras que mudam de cor ao serem colocados na solução líquida. A cor resultante indica justamente qual é o pH da substância.

Existe também um método mais moderno, o pHmetro. Esse é um equipamento mais preciso, que indica inclusive as casas decimais do pH. Se você quer conhecer melhor, pode dar uma pesquisada no PHMETRO DIGITAL  na loja virtual da EZbrew, que tem calibragem automática para mosto e cerveja.

Veja também: Maiores erros dos cervejeiros iniciantes

Como controlar o pH da cerveja artesanal

É importante controlar o pH durante diversos processos da produção da nossa cerveja feita em casa, mas para entendermos melhor como fazer esse trabalho é preciso primeiro conhecer uma propriedade da água, o tampão.

Veja bem, o pH da água é quase sempre muito próximo da neutralidade (índice 7 de pH). Isso acontece por causa da quantidade de carbonatos dissolvidos nela, o que dificulta a mudança da acidez – esse é o tampão.

Ou seja, para reduzir o pH da água durante a brasagem, é preciso reduzir o carbonato do líquido e isso acontece quando adicionamos a água no malte, eliminando o tampão. Há uma reação entre ambos que resulta na redução do carbonato e consequente queda do pH do mosto.

Os ácidos mais usados pra baixar pH são o ácido lático e o ácido fosfórico, que você encontra em nossa loja online. Para subir o pH usa-se bicarbonato de sódio.

O ideal é que o pH nessa etapa é que o pH fique entre 5,2 e 5,5, mas o trabalho de controle de acidez não termina aí. Fique atento para que o índice durante a lavagem do bagaço esteja sempre abaixo de 7 (se estiver abaixo de 6 o resultado será ainda melhor) e que no momento da fervura o pH fique entre 5,2 e 5,3.

Simplificando, o ideal é seguir a tabela:

  • pH na brassagem: usar um pH entre 5,2 e 5,5;

pH na lavagem do bagaço: 5,2;

  • Fervura: pH de 5,1 a 5,3.

Veja também: Sanitização: tudo que você precisa saber

Beber menos e beber melhor

Conhecimento é também a chave para dar um salto de qualidade na forma como bebemos. Saber degustar os melhores produtos, sempre respeitando os limites, é criar uma cultura de bebida muito mais responsável.

Quer saber mais? Conheça o Canal da EZbrew no Youtube, navegue pelos equipamentos e acessórios EZbrew, escolha os seus ingredientes preferidos e prepare-se para os melhores brindes da sua vida!

Saúde a todos nós!

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *