Maiores erros dos cervejeiros iniciantes

Saudações, amigo cervejeiro e amiga cervejeira!

Começos são difíceis, porque trazem em sua essência o desconhecido… Usamos essa introdução poética, digna do prêmio “Filosofia de Boteco”, para dizer que hoje o papo é sobre os maiores erros dos cervejeiros iniciantes.

Fazer cerveja é uma arte, mas, também exige disciplina e muita atenção aos processos. Por isso, o segredo em acertar está em muito estudo e dedicação. Mas, como errar faz parte de todo aprendizado, a gente vai dar uma ajudinha e dizer onde você precisa redobrar os cuidados para que tudo corra bem com sua produção de cerveja artesanal.

Veja também: O que você precisa saber para se tornar um cervejeiro em 2021

Falta de planejamento

Uma coisa é certa: não dá para acordar um belo dia, dizer que vai começar a fazer cerveja caseira, ir até uma loja comprar o que precisa e colocar fogo nas panelas. Antes da etapa de produção, é preciso estudar, conhecer os processos envolvidos, se informar sobre os ingredientes, analisar receitas e montar uma programação.

Falando assim, até pode parecer algo chatinho de se fazer, certo? Mas, não é, não! Na verdade, toda essa etapa de planejamento é essencial para que você possa saber o que fazer em cada etapa da produção e não se perder em questões básicas como tempo, temperatura ou mesmo no estilo da sua cerveja.

Veja também: Planilha: cálculo de ajuste da água

Desorganização

Como a produção de cerveja artesanal envolve muitos processos, e existe um tempo certo para cada um deles, se você não estiver com todos os controles à mão – como  os utensílios organizados e higienizados e o roteiro do que deve ser feito – as chances de algo dar errado são grandes.

Vale a pena “perder” um tempinho antes de começar, colocando tudo no lugar e se certificando de que tem todos os ingredientes e equipamentos de que vai precisar.

Veja também: Tipos de malte na produção de cerveja

Falha na higienização

Outro ponto essencial do processo de produção é a higienização: se ela não for bem feita, sua bebida pode se contaminar e você acaba perdendo todo o serviço.

Utilize os produtos corretos e siga corretamente a etapa de sanitização dos equipamentos. Assim, você vai evitar que bactérias ou outro microorganismos invadam (e comprometam!) sua produção.

Veja também: Cervejas inglesas: conheça a história rica e cheia de tradições

 

Desatenção no acompanhamento das temperaturas

A temperatura correta de cada fase é essencial para determinar o sucesso da sua cerveja artesanal. Por isso, utilize sempre equipamentos de medição adequados e faça o monitoramento constante da temperatura.

Veja também: Qual a importância da maturação e como fazê-la

 

Resfriamento prolongado

E não só o erro no acompanhamento das temperaturas de fervura que podem azedar seu caldo, literalmente. O resfriamento também oferece riscos, se não acontecer dentro do período programado.

Quem pensa que é só deixar a natureza agir para baixar a temperatura nesta etapa, está correndo o sério risco de comprometer a produção com contaminação indesejada.

Veja também: Mash out: o que é e porque fazer

Descuido com a fermentação

Cerca de 60% dos erros que podem acontecer durante a produção da cerveja estão na fermentação. Isso porque essa etapa é tão importante quanto delicada e qualquer descuido pode acabar com a sua leva. Entre os problemas mais comuns estão o reaproveitamento de leveduras (que pode ser feito em até 5 dias, no máximo), utilização de levedura vencida e inoculação errada da levedura (em temperatura muito alta ou realizar um resfriamento muito rápido na sequência desse processo). Todos esses deslizes podem trazer um off flavor que você não quer na sua bebida.

Veja também: Fermentador inox EZbrew: um equipamento versátil

Pressa

E aquela ansiedade para provar logo da sua bebida artesanal, hein? A gente entende muito, mas, é preciso ter muita calma nessa hora: a pressa em querer acabar logo a produção ou ainda em pular dias de etapas importantes (como a fermentação) pode ter um sabor amargo.

Ou melhor, um sabor de cerveja sem a carbonatação ideal.

Veja também: 5 dicas para elaborar as suas próprias receitas de cerveja

Expectativas muito altas

Considerando que você estudou bastante, fez tudo certinho e, no final das contas, o sabor ainda não ficou do jeito que você estava ansiosamente esperando… o que será que deu errado? Pode não ter sido nada!

É muito comum traçar alguns comparativos nas primeiras levas de produção, especialmente com cervejas artesanais já consagradas. Entenda que cada cerveja tem sua personalidade própria – e só porque a sua bebida não está com o mesmo sabor de uma referência na qual você se inspirou, ela não está certa.

Produzir cerveja é um eterno aprender e, a cada nova leva, a cada nova receita, você acumula experiências, aprendizados e técnicas que irão ajudar a chegar no seu sabor ideal.

 

Amigo cervejeiro, com esses toques pra lá de especiais, não tem como errar no básico, hein! E, se as dúvidas surgirem durante a produção, não tenha receio de perguntar, pesquisar, vasculhar nossos textos aqui no blog… E, para quem está começando, vale dar uma olhada no curso Básico de Produção da Universidade EZbrew, que tem tudo o que você precisa para produzir a melhor cerveja caseira do mundo: a sua!

 

Um brinde aos novos ensinamentos!

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *