Dicas de maturação da sua cerveja

Saudações, amigo cervejeiro!

Para você que já está concluindo a produção da sua deliciosa cerveja e não vê a hora de degustar logo o primeiro gole, a gente pede uma coisa: muita calma nessa hora. Isso porque existe um processo essencial de finalização, que é a maturação!

Essa etapa, que acontece depois da fermentação e antes do envase, é importante para garantir a qualidade final da sua cerveja. É que, apesar de não haver mais geração de CO2 ou álcool, o trabalho das leveduras prossegue. Neste momento, porém, com foco na “limpeza” do seu líquido precioso.

Fermentação secundária ou maturação a quente

Só para entender um pouco melhor o processo: quando falamos que a maturação começa assim que a fermentação acaba, estamos nos referindo ao período que também é conhecido como maturação a quente.

A fermentação primária leva em torno de 5 dias para acontecer. Na sequência, os 3 a 7 dias seguintes são considerados a fermentação secundária – ou maturação a quente. Isso porque, neste período, as leveduras seguem trabalhando em temperaturas altas, até 5 graus acima da temperatura de fermentação primária, porém, com objetivos diferentes.

Veja também: O que você precisa para se tornar um cervejeiro em 2021

Maturar a frio ou não maturar, eis a questão

Embora não exista consenso sobre o assunto – alguns cervejeiros seguem esse processo, outros não – é fato que a maturação vai contribuir em alguns aspectos do seu produto final.

Um deles é a aparência: uma cerveja que segue o período de maturação a frio tende a ter uma aparência mais límpida e cristalina. E, ainda nesse trabalho pós-fermentação, as leveduras seguem retirando também componentes que podem atrapalhar, “arredondando”  o sabor final da sua cerveja.

Veja também: Dry Hopping: o que é e como é feito

 

De olho na temperatura

O processo de maturação a frio pede atenção e acompanhamento. O importante aqui é ajustar a temperatura, para que seja menor que a do período de fermentação primária e secundária.

Um pouco de paciência

A dica é que a maturação aconteça entre zero e 4 graus centígrados por 7 a 30 dias. Isso permite que as leveduras floculem e decantem deixando o seu líquido precioso mais limpo e cristalino.

Veja também: Mash out: o que é e porque fazer

Agora, atenção para outra dica: se você não conseguir baixar tanto a temperatura, é só deixar a maturação acontecer por mais tempo da maneira como já estava fazendo. Basta, apenas, estender a quantidade de dias.

A gente sabe o quanto é difícil esperar para provar logo a cerveja que produzimos… mas, paciência, amigo! Leve sempre em consideração que essa é uma etapa que mais ajuda do que atrapalha, viu?

Veja também: Universidade EZbrew: conheça os cursos de nível intermediário

Tudo num só lugar

Seja qual for o tipo de equipamento que você utiliza, não esqueça nunca de sanitizar tudo antes de qualquer processo – sempre bom reforçar.

Para quem trabalha com baldes, o indicado é fazer a transferência depois da fermentação para o balde onde acontecerá a maturação. Essa mudança de recipiente não precisa ser imediata. Se puder esperar entre 1 ou 2 dias, melhor! Assim, você dá um tempinho para que os resíduos decantem, ou seja, fiquem alojados no fundo do balde.

Agora, quem tem fermentador cônico não vai precisar se preocupar: nesse caso, é possível realizar a maturação no mesmo recipiente e depois retirar o fermento. A grande vantagem é não ter que fazer a transferência e poder trabalhar dois processos no mesmo equipamento.

Veja também: Porque usar um fermentador feito em aço inoxidável da EZbrew?

Amigo cervejeiro, não tem como não se apaixonar cada dia mais pelo processo de produção da cerveja artesanal, não é mesmo? Porém, como não se vive só de amor (rs), não deixe de acompanhar nossos conteúdos especiais aqui no blog e aproveite para fazer uma visita à nossa loja online. Lá, você encontra todos os equipamentos e acessórios para começar a fazer a sua cerveja hoje mesmo!

Um brinde à melhor cerveja que existe: a sua!

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *