Cervejas maltadas: como produzir

Saudações, amigo cervejeiro!

Se você já colocou a suas produções à prova para amigos e familiares, certamente conhece aquele friozinho na barriga. Será que o pessoal vai curtir? Será que ficou exatamente como eu planejei? Nesse sentido, causar surpresa com o aroma e com o sabor é fundamental. E a cerveja maltada pode ser uma estrela na degustação.

A maioria das pessoas está acostumada com um determinado padrão mais aproximado das pilsens ou das IPAs, mas o universo cervejeiro vai muito além. No entanto é possível encontrar nuances de sabor bem diferentes e a doçura do malte é uma possibilidade que pode fazer bastante sucesso.

Se você ainda não provou, saiba que não faltam opções de cervejas com dulçor avantajado. Quer dicas? O Blog da EZbrew vai te ajudar!

Veja também: Vale a pena pasteurizar a sua cerveja?

Cerveja Maltada: escolha os ingredientes certos

Aulinha de biologia básica que o cervejeiro experiente já conhece: as leveduras se “alimentam” de açúcares presentes no malte e essa “comilança” tem como resultado gás carbônico e o álcool etílico, além de outros compostos. Então se eu deixar um residual de açúcares NÃO fermentáveis no mosto, a percepção de dulçor no final da sua cerveja será maior. Existe várias técnicas para isso, vamos enumerá-las:

1) Usar um percentual de até 10% de maltes caramelos ou melanoidinas;
2) Fazer a mostura em temperatura mais alta, como 72 graus, onde a enzima Alpha Amilase vai quebrar o amido em cadeias de açúcares maiores;
3) Usar adjuntos como mel, lactose ou candy sugar caramelo ou bem escuro;4) Usar leveduras com grau de atenuação baixa, como algumas cepas Belgas e Inglesas;5) Corrigir a água cervejeira com sais como Cloreto de Cálcio e o próprio sal de cozinha para aumentar a percepção de dulçor.Você pode usar uma ou um conjunto de técnicas associadas!As cervejas com final muito doces são normalmente enjoativas, o que diminui bastante sua drinkability! Uma forma de harmonizar o dulçor do malte é com o amargor do lúpulo, como nas cervejas inglesas. Ou com ésteres produzidos por algumas leveduras belgas, que trazem notas de casca de laranja amarga, pimenta, especiarias como cravo, abacaxi entre tantos outros.

Veja também: Controle de pH: como ele interfere na qualidade da sua cerveja e como fazer

Vamos trocar ideias?

E você? Tem as suas próprias dicas para surpreender com aromas e sabores da cerveja? Nós da EZbrew gostamos tanto de conversar com os cervejeiros quanto de provar as produções das mais variadas. Trocar conhecimento é um dos pilares da empresa.

Ter mais conhecimento é a chave para dar um salto de qualidade na forma como bebemos. Saber degustar os melhores produtos, sempre respeitando os limites do consumo responsável de bebidas alcoólicas, é criar uma cultura de bebida muito mais responsável.

Quer saber mais? Conheça o Canal da EZbrew no Youtube, navegue pelos equipamentos e acessórios EZbrew, escolha os seus ingredientes preferidos e prepare-se para os melhores brindes da sua vida!
Saúde a todos nós!

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.